Cervoturismo: confira algumas dicas de como trazer cervejas de viagens ao exterior

Cervoturismo

Se você é daqueles que viaja com uma mala vazia e volta com ela cheia, ou até mesmo com duas, esta matéria é pra você. Principalmente, se você quiser trazer na mala cervejas compradas em outros países.

O jornalista e cervejólogo Marcio Beck dá algumas dicas pra quem quer trazer cervejas de suas viagens ao exterior. Confira:

- Informação: De acordo com o jornalista, o primeiro passo deve ser tomado antes da viagem: É quando você deverá se informar sobre as lojas especializadas e cervejarias do lugar a ser visitado. A dica é comprar o produto com antecedência, principalmente se você for receber a cerveja em algum lugar determinado (hotel, hostel). Ao receber o produto, verifique as informações do rótulo, data de validade, condições de armazenamento e, qualquer dúvida, questione o fornecedor.

- Legislação: No Brasil, o limite previsto para a entrada de bebidas alcoólicas é de 12 litros por pessoa (12 litros = 36 garrafas de 330 ml (aproximadamente) = 24 garrafas de 500 ml = 20 de 600 ml = 18 de 650 ml (aproximadamente) = 16 de 750 ml). É importante guardar as notas fiscais das compras para que você possa comprovar que não ultrapassou a cota de US$500. A cerveja deverá ser para consumo próprio, já que lei proíbe a venda de bebida alcoólica adquirida por pessoa física no exterior em viagem turística.

- Garrafas na mala: Em caso de viagens de avião, as garrafas deverão ser despachadas na mala. Por causa dos atentados terroristas, as companhias aéreas exigem que os conteúdos líquidos na bagagem de mão não sejam maiores do que 100 ml. Além disso, tentar passar pelo detector de metais que antecede a área de embarque com uma garrafa na bagagem de mão vai trazer dor de cabeça, considerando que a esta altura a mala já terá sido despachada pela companhia aérea. Melhor evitar o transtorno.

- Proteção: Não se esqueça de proteger muito bem as suas garrafas, já que elas estarão na mala que vai ser despachada. Muita gente utiliza a tática de enrolar as garrafas nas roupas, o que pode ou não funcionar. A grande questão é que 100% de segurança é algo inalcançável, mas algumas medidas podem ajudar, como por exemplo, a utilização de plástico bolha.

- Desapegue: Como lembrado anteriormente, 100% de segurança, ou até mesmo de sorte, não é lá muito provável, portando lembre-se: é apenas cerveja! Se algo acontecer, o mundo não vai acabar e outras viagens virão. Não vale a pena se arriscar!

< voltar

Leia outras notícias relacionadas

  • juizdefora-se-destaca-na-produção-de-cerveja-artesanal
    Juiz de Fora se destaca n...
  • líderes-mundiais-viram-rótulos-de-cerveja-02
    Líderes mundiais da atua...
  • cerveja-que-pode-ser-consumida-com-gelo
    Ambev lança cerveja para...
  • zombier
    Cerveja caseira brasileir...

Empório da Cerveja

BBC