Festa de 7 anos da Confece

A Confece, Confraria Feminina de Cerveja, é a primeira confraria feminina cervejeira do Brasil e no mês de março de 2014 ela completou 7 anos de existência, o que foi comemorado com uma festa, que acontece todos os anos, regada a muita cerveja, boa comida, boa música e uma galera 10 que só contribuiu para deixar esse evento ainda mais notório dentre os eventos cervejeiros do país.

E como o tema da festa, que rolou no dia 29/03/2014, era “7 anos, 7 pecados”, o que não faltou foi motivo para pecar. Calma, nada de sacrilégio, eram pecados permitidos, ou melhor, eram mais devoções à cerveja do que algum pecado em si.

Preguiça

fonte: Divulgação.

Soberba

fonte: Divulgação.

Luxúria

fonte: Divulgação.

Ira

fonte: Divulgação.

Brincadeiras à parte, até porque todo mundo quer ir pro céu, pra quem gosta de boas cervejas a festa pôde ser considerada um paraíso. Foram 36 chopes à disposição da galera, além dos mais de 50 rótulos engarrafados, sendo que em momento algum houve qualquer motivo de inibição para quem quer que fosse pegar alguma cerveja. As geladeiras estavam “abertas” e as chopeiras estavam liberadas. E pra não ter desculpa de não conseguir abrir as garrafas, as meninas da Confece providenciaram um abridor que acompanhava uma taça que os participantes ganhavam logo ao entrar no Paladino, restaurante onde foi realizada a festa. Aliás, não haveria escolha melhor, já que o espaço é bastante aconchegante, com muita área coberta e muitos lugares ao ar livre, muitos banheiros a disposição, o que é sempre bem vindo, além de vários ambientes dentro da própria festa, incluindo o espaço principal coberto, onde estava montado o palco que foi ocupado pela banda Usina, que fez um excelente show.

Chopeiras

Chopeiras liberadas e um refri perdido em meio às cervejas pra completar a democracia da festa.
foto: Gustavo Xingú.
http://gustavoxingu.blogspot.com.br

O cardápio, como sempre, foi de dar água na boca, até mesmo pra mim, que não costumo comer muito diante de tanta cerveja. Eram frios, carnes, pizzas, massas e de quebra um torresmo fantástico, o qual é a minha fruta… ops… petisco preferido.

Confece

foto: Gustavo Xingú.
http://gustavoxingu.blogspot.com.br

Cerveja e queijos

foto: Gustavo Xingú.
http://gustavoxingu.blogspot.com.br

Houve até lançamento de cervejas no mercado de Belo Horizonte, foram elas: a Bierland Oceânica, que é uma Witbier; a Morada Hop Arábica, que é uma American Blonde Ale com adição de café; a Ouropretana Brown Porter, maturada em barril de umburana; a Brazuca,da belorizontina Backer, uma Bohemian Pilsner em homenagem à Copa do Mundo e; os rótulos da cervejaria Burgman, além de vários rótulos da Sea Dog Brewing Company e da Shipyard Brewing Company, sendo que os rótulos das 3 últimas cervejarias estão sendo distribuídos aqui em Minas Gerais pelo Empório Veredas. Pode-se dizer que a festa da Confece, além de referência entre os eventos cervejeiros, se tornou uma vitrine para o lançamento de vários rótulos, os quais com certeza ficarão em evidência no mercado mineiro.

Como sempre, a procura pelos convites foi grande e muita gente que deixou pra comprar de última hora acabou ficando de fora, já que o número de convites era limitado, até mesmo para dar um maior conforto a todos que estariam na festa, evitando muvuca, filas ou qualquer desconforto típico de lugares muito cheios. E conforto, nesse caso, não significou um evento pequeno, com pouca gente, já que estiveram presentes aproximadamente 600 pessoas descontraidamente à vontade com tudo que a festa ofereceu.

As confreiras da Confece

foto: Gustavo Xingú.
http://gustavoxingu.blogspot.com.br

E a ideia é que a festa continue sempre assim, democrática, aconchegante e convidativa, sempre oferecendo o que há de melhor em termos de cerveja e sendo uma festa para se comentar o ano inteiro, até que se aproxime a próxima e o assunto passe a ser o que está por vir, mas sempre relembrando as festas que passaram. Vale a pena ficar de olho para não ficar de fora.

Um abraço a todos e parabéns a essas abençoadas meninas que sabem, como ninguém, comemorar um aniversário.

Brinde

foto: Gustavo Xingú.
http://gustavoxingu.blogspot.com.br

Ah, eu não sou muito de doce e por isso estava me esquecendo de mencionar as sobremesas da festa. Quem experimentou, acabou pedindo mais. Azar o meu que preferi evitar a glicose. Fazer o quê? Ano que vem eu corro atrás do “prejuízo”.

Cheers. Prost. Saúde!

< voltar

Leia outras notícias relacionadas

  • Ouro Preto
    Cervejas especiais e arte...
  • Porterhouse
    As cervejas artesanais de...
  • restaurante-kovcheg-arca-noe.JPG
    Um restaurante inspirado ...
  • Café Viena
    Café Viena: culinária a...

Empório da Cerveja

BBC