Conheça a Irmã Doris, a última freira da Europa a produzir cerveja

Mallersdorf-Pfaffenberg é um município da Baviera, no sul da Alemanha, com uma população de aproximadamente 7000 habitantes. Lá está localizada a abadia de Mallersdorf, onde desde o século 12 se produz cerveja, sendo que, naquela época, a cerveja era mais segura de ser consumida em relação à água, que era de péssima qualidade devido ao conhecimento quase inexistente sobre microorganismos.

Irmã Doris. Freira cervejeira da Alemanha.

foto: National Catholic Register

A tradição de produção de cerveja na abadia se consolidou em 1881, quando sua produção passou a ser comercial. E nos últimos 46 anos, a pessoa responsável pela produção de cervejas na abadia é a Irmã Doris Engelhard, uma freira franciscana de 65 anos, que é a última freira da Europa a produzir cervejas.

Irmã Doris já era mestre cervejeira antes de se tornar freira, tendo estudado em um colégio de freiras, no convento ligado à abadia. Desde nova ela já queria seguir uma vida religiosa, porém seu pai não acreditava que ela teria vocação para isso, sugerindo a ela que estudasse agricultura, o que não era possível, já que a escola não tinha cursos ligados a tal área. Foi quando uma das irmãs sugeriu que ela trabalhasse na cervejaria. Posteriormente ela fez um curso em uma escola próxima, se tornando mestre cervejeira e decidiu se juntar ao convento e fazer seus votos.

As cervejas produzidas na abadia só são encontradas por lá, já que a Irmã Doris acredita que essa é uma bebida que deve ser consumida localmente por ser fresca, não devendo ser transportada ou armazenada. Ela também acredita que esse movimento de cervejas artesanais que vem crescendo no mundo não representa o que é uma cerveja artesanal de verdade, já que as cervejarias produzem milhões de litros por ano e tentam fazer da cerveja uma bebida especial.

Todos sabemos que beber localmente é muitas vezes mais interessante, mas também sabemos que muitas cervejarias artesanais fazem seus produtos de forma a resistir as intempéries que envolvem seu transporte e armazenagem. De qualquer forma, não existe outro meio de beber a cerveja da Irmã Doris, que produz apenas 3000 hectolitros por ano, senão indo até a sua cervejaria.

Para quem tem planos de visitar a Alemanha, fica a dica. E se alguém já tiver visitado a cervejaria da abadia de Mallersdorf, conte aqui pra nós como foi a sua experiência.

fonte: CNN

< voltar

Leia outras notícias relacionadas

  • famine-memorial.jpg
    A Irlanda, Dublin e a Gui...
  • Feijoada e Chorinho no Villa Floriano
    Villa Floriano: Feijoada ...
  • Backwoods Bastards da Founders
    Founders: visita obrigat...
  • Restaurante Sousplat
    Sousplat, sofisticação ...

BBC