Oktoberfest em Munique‭ – ‬A Experiência

Ozaptf is‭!‬ (traduzindo:‭ “‬O barril está aberto”)‬.‭ ‬São essas as palavras proferidas pelo prefeito de Munique que marcam o início da Oktoberfest,‭ ‬quando ele abre o primeiro barril de chope.‭ ‬E esse ato não é tão simples como pode parecer,‭ ‬ele é precedido por uma parada (‬desfile) ‬onde todos se reúnem na intenção de presenciar a abertura da festa.

E os preparativos para o evento se iniciam muito antes de meados de setembro,‭ ‬época de início da festa.‭ ‬A exemplo disso têm-se as ‬6‭ ‬maiores cervejarias de Munique‭ (‬cada uma patrocina algumas das grandes e pequenas tendas da festa‭)‬,‭ ‬as quais começam a produzir suas cervejas em março,‭ ‬tudo para atender os maiores padrões de exigência dos consumidores,‭ ‬sem que falte uma gota dos mais de‭ ‬7‭ ‬milhões de litros que são consumidos.‭ ‬São elas:‭ ‬Augustiner,‭ ‬Hacker-Pschorr,‭ ‬Hofbrau,‭ ‬Lowenbrau,‭ ‬Paulaner e a Spaten-Franziskaner.‭ ‬No blog eDreams‭ ‬podem ser encontradas informações mais detalhadas sobre cada uma dessas‭ ‬6‭ ‬marcas e seus variados estilos.‭

Hofbräu

A Hofbrau – uma das grandes tendas – vista de dentro.

Como essa é uma festa de tradições,‭ ‬nunca é pouco saber que um desses costumes é o respeito que se tem com a pessoa que está há mais tempo sentada na mesa.‭ ‬Se você pretende se sentar em uma mesa já ocupada,‭ ‬é bom que peça permissão para aquele que já têm mais‭ “‬tempo de mesa‭”‬.‭ ‬Só não precisa se preocupar em receber um “não”,‭ ‬já que a maioria das pessoas sempre têm boa vontade para deixar que se sentem junto delas.Se você quer um pouco mais de tranquilidade para curtir a Oktoberfest,‭ ‬é melhor que esteja atento para o horário de abertura de cada tenda e então chegue cedo.‭ ‬Melhor ainda é que se faça isso entre domingo e quarta,‭ ‬que são os dias menos movimentados,‭ quando as tendas são menos disputadas.‭ ‬Lembrando,‭ ‬como dito no post anterior‭‬,‭ ‬que a cerveja só pode ser consumida dentro das tendas e ainda assim é preciso estar sentado,‭ ‬o que é mais um motivo para se chegar cedo ou então reservar uma mesa diretamente com as tendas.

O importante é se divertir,‭ ‬e isso os alemães sabem fazer muito bem.‭ ‬Toda a estrutura da festa,‭ ‬suas tendas e seus brinquedos são montados com o máximo de cuidado.‭ ‬Lá,‭ ‬responsabilidade é uma palavra levada a sério,‭ ‬em todas as situações, tudo para que ninguém fique preocupado (ao ponto de deixar de curtir a festa) com sua própria segurança, que também é palavra de ordem por lá. As tendas são monitoras por um forte esquema de segurança e vigilância, para evitar confusões antes mesmo que elas se iniciem, o que acaba por inibir os “brigões”. E do lado de fora das tendas a polícia toma conta e eles estão sempre dispostos a ajudar. Além de tudo, existem centenas de policiais à paisana, sempre monitorando atitudes suspeitas como tráfico de drogas ou qualquer outra atitude que possa gerar violência.

Para que não falte alegria,‭ ‬as inúmeras bandas presentes na maioria das tendas estão sempre tocando canções típicas e folclóricas,‭ ‬mas todas elas muito animadas.‭ ‬É simplesmente impossível não se deixar levar pelo ritmo contagiante imposto pelos músicos. E para que ninguém durma no ponto,‭ ‬de poucos em poucos minutos a banda canta “‬Ein prosit,‭ ‬Ein prosit,‭ ‬der gemulichkeit‭” (‬Um brinde,‭ ‬um brinde,‭ ‬ao bem estar‭) ‬e em seguida todos tomam a cerveja em seus copos.‭ ‬Nessa hora é comum alguém subir em uma mesa,‭ ‬anunciar que vai virar um caneco inteiro e,‭ ‬sem derramar uma gota,‭ ‬beber tudo,‭ ‬em um único gole.‭ ‬Só não pense que tudo para por aí, porque além das canções típicas, as bandas estão sempre tocando músicas clássicas do Rock´n Roll, tais como Beatles e Rolling Stones, além de Country Music. É impressionante como o público se empolga nesses momentos.

A comida é uma caso a parte. Há quem diga que fica difícil encontrar espaço para comida diante de tanta cerveja, mas é impossível resistir a tantos pratos típicos e aos quitutes variados, que são de dar água na boca. Infelizmente não pude saborear tudo mas uma dica é: não deixe de experimentar os “Pretzel”. Eles são vendidos tanto em barraquinhas próprias dentro e fora das tendas ou pelos ambulantes que estão sempre transitando com cestas cheias deles. Por se tratar de uma espécie de pão, feito com malte, é bom que ele seja consumido fresco, pouco tempo depois de sair do forno, pois ele ainda vai estar crocante por fora e macio por dentro. Excelente para quem não pretende fazer grandes refeições.

Barraquinha de Pretzel

Barraquinha de Pretzel na estrada da tenda Hofbrau.

Outra boa pedida são as batatas recheadas (Geffültte Kartoffeln), que podem ter nos ingredientes bacon, carne de porco, queijos, ervas e algumas combinações vegetarianas.

Se estiver com muita fome e disposição para comer, peça um Eisbein (joelho de porco). É mais comum, na Oktoberfest, de ser encontrado assado, mas ele também pode ser servido cozido, acompanhado de purê de ervilhas e chucrute.

Mas se o caso for matar a fome comendo uma carne um pouco menos pesada, existem a opções de galetos, marrecos e patos assados. Geralmente eles não são muito grandes mas são muito bem temperados e vêm na quantidade certa para matar a fome sem que se tenha vontade de parar de beber cerveja. O mais interessante é que, dentro das tendas, eles não são servidos para serem comidos com garfos e facas, mas sim com as mãos, tudo no melhor estilo medieval de saborear um assado acompanhado de uma caneca de cerveja.

E são muitas outras opções de comida, atendendo a todos os gostos. São muitas as barracas que servem alguns tipos de massas, muitas delas preparadas com chucrute. Eu experimentei e achei muito interessante. Uma combinação exótica. E por falar em exótico, encontrei várias barracas que vendiam todos os tipos de salsichas e linguiças (wurst) dentro de pães, chamados por eles de cachorro quente, mas bem diferentes dos nossos “hot dogs” brasileiros, já que os de lá não levam molho em seu preparo (apenas mostarda e catchup, se o freguês assim quiser) . Nessas mesmas barracas, vi que eles também vendiam sanduíches de carne de porco, nos mais variados formatos e para minha surpresa encontrei um sanduíche de torresmo. Não resisti e pedi logo um.

E para sobremesas podem ser encontrados os mais variados tipos de sorvete, pães de mel em formato de coração (servem para enfeite, mas são comestíveis), chocolates e doces. Encontrei até mesmo uma espécie de cocada. Era muito gostosa, mas um pouco diferente da nossa receita.

Doces alemães

Barraquinha de doces.

Pão de mel da Oktoberfest

Os famosos pães de mel da Oktoberfest.

Deixando as comidas um pouco de lado, é bom ficar atento à localização de sua estadia, já que existem muitas opções de transporte, o que pode acabar confundido um pouco a localização e principalmente o retorno, após longas horas de muita cerveja. O blog Sundaycooks tem umas dicas muito interessantes e completas sobre transporte em Munique. O bom mesmo é procurar por hotéis e albergues que estejam localizados nos arredores do parque, para que se possa ir e voltar a pé, uma vez que a cidade é bem planejada, com ruas e calçadas largas e com muito boa sinalização. Mas apesar da segurança ser algo eficiente em Munique nessa época, todo cuidado é pouco. É bom ficar atento a pessoas que queiram agir de má fé. E não se esqueça de levar sempre anotado o endereço de onde você estiver hospedado, para o caso de você se perder e precisar pedir informações, ou mesmo pegar um táxi.

Pessoas indo pra festa

Fluxo de pessoas indo a pé para a festa.

Estação Hackerbrucke em Munique

Estação de trem “Hackerbrucke”, a mais próxima do parque.

E para quem, mesmo depois de passar o dia bebendo e se fartando de uma boa comida típica, quiser continuar a festejar noite afora, é só procurar pelas “after party”. Existem muitas tendas que mantêm espaços, nos arredores do parque, funcionando como boates, movida a muita música eletrônica e rock´n roll. São espaços frequentados por um público mais jovem, buscando muito mais curtir a “night” do que apreciar boas cervejas, mas mesmo assim é possível encontrar os mais variados rótulos de cervejas de inúmeros países e por preços bem mais acessíveis do que aqui no Brasil.

Mas não são só as tendas que promovem essas festas. Muitos espaços independentes se transformam em casas noturnas para atender aos mais variados gostos e tribos, misturando todas as nacionalidades possíveis. É simplesmente incrível ver como as pessoas se divertem, independente dos seus locais de origem. Só não vale abusar e fugir dos bons costumes, já que os europeus não são tão tolerantes com certas atitudes desrespeitosas.

No mais, é bom planejar o que se pretende fazer nos dias que estiver por lá, já que tanta variedade e possibilidades podem mais confundir do que facilitar os dias de festa. Reserve pelo menos um dia para curtir um grande tenda e um outro para transitar entre as pequenas. Lembre-se de experimentar os pratos típicos. Guarde também uma noite (madrugada) para curtir as baladas pós festa (se esse for o seu caso) e se sobrar um tempo procure fazer um tour pela cidade, que esbanja beleza e organização, além de ter bons restaurantes e bares para se apreciar uma boa cerveja longe de muita confusão.

E já que o negócio é festejar, aproveitem a Oktoberfest em Munique. Vai ser uma experiência inesquecível. Um brinde! Ein prosit!!!

< voltar

Leia outras notícias relacionadas

  • Backwoods Bastards da Founders
    Founders: visita obrigat...
  • Banshee Labyrinth
    5 bares mal-assombrados n...
  • pumpkin-experience54417936d09ea.png
    Pumpkin Experience: um ja...
  • Torresmo do Mocotó
    Restaurante Mocotó e seu...
  • Anonymous

    Depois de München, a próxima parada é Stuttgart. A “Wasen” dos schwaben é menor, nem tao superlotada, nao recebe taaaantos turistas como a “Wiesen” de Bayern e também é super divertida. Além disso, lá a cerveja é mais barata :-) . É uma boa desculpa para conhecer a terra da Mercedez, Bosch e Porsche xD.

  • http://www.blogger.com/profile/03189301942271218843 Johnnie Lustoza

    Realmente a Oktoberfest é muito cheia, ao ponto de se perder dos amigos só de olhar para os lados enquanto se caminha na multidão. Ainda irei em outras festas como a de Stuttgart ou a famosa Bierbokfestival de Amsterdã. Obrigado pelo comentário e pela dica.

Price Beer Club

BBC