Pesquisa afirma que cervejas nacionais têm muito milho em sua composição

Cervejas nacionais têm muito milho

Uma pesquisa realizada pela USP de Piracicaba e Unicamp comprova o que muita gente já desconfiava: as grandes marcas nacionais têm elevadas quantidades de milho em sua composição, embora a matéria-prima tradicional da bebida seja a cevada.

De acordo com especialistas, esta é uma das análises químicas mais completas já feitas com marcas de cerveja do Brasil e do exterior. O método utilizado, em essência, é uma balança de átomos. Segundo explicação da Folha de São Paulo, “os pesquisadores estabeleceram qual era o “perfil de carbono” da cevada e o do milho e fizeram a mesma análise na cerveja. Se a proporção das variantes do elemento químico na cerveja era intermediário, o veredicto só podia ser um: mistura”.

“Ninguém aqui está dizendo que a cerveja é pior por ter milho – aliás, eu nem bebo cerveja, só vinho”, explicou o coordenador da pesquisa, Luiz Antonio Martinelli.

Cervejas conhecidas e populares entre os brasileiros, como Antarctica, Brahma, Skol e Nova Schi foram testadas e a análise sugere que essas marcas estão no limite da porcentagem de milho como matéria-prima para cerveja que a legislação nacional determina (45%) ou podem até tê-lo ultrapassado.

Em comunicados, representantes dessas cervejas defenderam a qualidade de seus produtos e questionaram a pesquisa.

Em breve, esta pesquisa será publicada na revista científica “Journal of Food Composition and Analysis”.

Saiba mais!

Aprenda aqui como pedir “Uma cerveja por favor” em mais de 20 idiomas (com áudio).

< voltar

Leia outras notícias relacionadas

  • O clube possui mais de 800 sócios, residentes no Brasil e em vários países da América do Sul.
    Você sabia que o Brasil ...
  • calculadora-de-bebidas
    Lata ou Litrão? Aplicati...
  • curso-de-analise-sensorial-bh02
    Curso de Análise Sensori...
  • pão-de-cerveja
    Que tal um pão de cervej...

Empório da Cerveja

BBC